Home » Sem categoria » Caligrafia Médica
O uso das tiras deste blog depende da autorização do autor, mediante acordo entre as partes. A violação dos direitos autorais e/ou o uso indevido do conteúdo do Meus Nervos são sujeitos às penalidades previstas por lei.

Contato: solonmaia@gmail.com

 
Home Share this by email. Share on Facebook!  Tweet this! 

Caligrafia Médica

.

Comments Closed

28 Comentários. Entre na conversa também!

  1. Comentado por Jothah:

    Concordo que a relação “tempo do plantão” x “quantidade de pacientes” é bem desproporcional, mas escrever “com letra de médico”, como dizemos nós, pacientes, pode dar problemas. Certa vez um médico prescreveu um medicamento para minha esposa. Fomos em pelo menos 6 farmácias diferentes e, em cada uma delas, a receita passava de mão em mão; ninguém conseguiu identificar o que ele havia prescrito.

  2. Comentado por andre:

    o q demora eh pro t.e ir atras, da mula q prescrever pra confirmar e naum fazer merda

  3. Comentado por ANDRE LUIS:

    A vida é muito curta para ficar caprichando na letra…e pode ser ainda mais curta se o farmacêutico não entendê-la…..

  4. Comentado por Karol:

    Conheço muito professores que trabalham horas a fio por dia, em escolas diferentes, com alunos piores que o próprio demônio, e ainda assim se empenham em explicar as coisas e escrever legivelmente a matéria na lousa. Por que o médico não pode explicar a receita? Por que não pode perder 1 minuto escrevendo com calma meia duzia de linhas?

    A piada é engraçada, mas não concordo com esse pensamento. A caligrafia é uma questão de capricho e zelo.

    • Comentado por Ezequiel:

      Pelo simples motivo : Se ele passar mais que 10 minutos com um paciente, os 50 que estão do lado de fora (e não é culpa do médico se tem 50 pessoas aguardando), dão escândalo na porta do consultório, ameaçam verbalmente e em alguns casos fisicamente. O professor tem a vantagem de explicar a um grupo. Nós devemos explicar individualmente. Ou você aceitaria ser atendida em grupo, com outros pacientes com sintomas semelhantes ??? Acho que a melhor maneira da classe médica se valorizar é : Atender bem os realmente doentes e chamar as polícia pros baderneiros que se dizem pacientes. Até porque, nunca vi um paciente grave dar escândalo em pronto socorro. Me orgulho de ter 14 B.Os contra palhaços que se dizem pacientes e ficam pertubando no PS. Desses 14 , 5 estão prestando serviço comunitário.

    • Comentado por joao:

      Também nao concordo com letra ilegível. Nao precisa ser letra bonita, basta ser legível.
      Mas é muito simplório achar que o médico deve caprichar sempre na receita, como se ele só escrevesse uma unica receita (meia duzia de linhas). Tem o prontuário, pedido de exame, alta, atestado, descrição e um monte de burocracia, além do trabalho médico propriamente dito. O médico tem a obrigação de explicar a receita pro paciente e, a maioria, o faz. Mas o paciente nao faz medicina e muitos nao vao guardar o nome do 1o remédio. Não é tão simples botar a culpa unicamente no médico…

  5. Comentado por Ricardo Filipe:

    Letra super legível atendendo 200 pessoas por dia? Well… preciso perder meu tempo explicando a ignorância de suas palavras ou será soberba não fazê-lo? 200 pessoas em um atendimento relâmpago padrão SUS de 10 min = 2.000 minutos. Pra te ajudar, 2.000 / 60 = 33,3h. Levando em conta o fator hipérbole no seu texto, vou derrubar pra 100 pacientes, com a mesma lógica. 16,65h. Isso sem almoço, sem banheiro, sem nada. Nem funcionário de linha de montagem passa tanto tempo executando um movimento repetitivo. Pense no seguinte, caro companheiro: se é tão importante o médico escrever de forma legível, atender adequadamente (como somos treinados para fazer) e tudo mais, então precisamos de TEMPO. O Brasil diz o seguinte para o médico do SUS: 15 a 20 minutos está ótimo para uma consulta. A bibliografia usada para isso é a mente de gente extremamente criativa e sem conhecimento algum de causa. Então faz o seguinte: reclama com os teus governantes, que tu elegeste. Quando eu tiver que atender algo em torno de 20 pacientes por plantão de 12h, com o exame clínico primoroso que aprendi a realizar em anos de estudo, oferecendo o melhor tratamento possível, aí eu te dou o direito de questionar a qualidade da minha grafia. E pro fanfarrão que falou em impressora, me manda um e-mail que eu vou te dar o endereço e o telefone do P.S. onde atendo pra você nos presentar com algumas impressoras (pode ser HP black and white mesmo) e algumas centenas de resmas de A4, ok? Se não conhece o sistema, não opina de forma infantil.

  6. Comentado por Rosita:

    Muito legal a idéia da camiseta, realmente até os que tem letras bem legíveis podem, na correria que é o nosso dia-a-dia, produzir essas pérolas, mas acho que podemos encontrar coisas muito piores, que realmente não daria nem para adivinhar o conteúdo!

  7. Comentado por Everton Muller:

    Muito bom post e bela camiseta!

    Acho que vou comprar uma para usar nos plantões…

    Meus colegas dizem que minha caligrafia parece um DII longo com supra de SST do que…

    Grande abraço!

  8. Comentado por Sarah:

    Como jornalista, já fiz matéria de um caso de um senhor que comprou o remédio errado por causa da letra do médico. E era um caso grave. A atendente da farmácia tb não entendeu e passou o remédio errado.

    Eu acho que letra feia de médico é desculpa. Conheço vários que tem a letra super legível, mesmo atendendo 200 pessoas, se mijando e blá blá blá.

  9. Comentado por cesta:

    E por que os pacientes querem saber que porra que o médico escreveu?? É problema da atendente da drogaria, não deles, se for tudo explicado como geralmente é!!! O paciente que não entende o que o médico tá falando não vai entender o que tá numa receita com letra feia ou bonita, se é que sabe ler!!!!

    • Comentado por Valério:

      É, os pacientes não tem nada a ver com o que está escrito DESTINADO A ELES!
      Pra quê?! Besteira…basta dizer amém aos santos médicos e pronto!

  10. Comentado por Ezequiel:

    Não tem letra que saia decente quando se precisa atender 100 pacientes em 12h. Tudo isso com sede, fome e se “mijando”. Sim, porque se o escravo que está dando plantão sair até para dar uma “cagada” os fanfarrões que se dizem paciente, mas na realidade estão na urgência para ver se “descolam” um atestado, dão um piti, fingem que estão passando mal, dão uma de cineasta e etc.
    Quero ver qual é a profissão em que o sujeito senta a bunda numa cadeira e fica trabalhando ininterruptamente por 12 horas, como alguns babacas acham que o médico deve ficar. Num estresse desse não tem letra que saia bonita. Essa semana estive vendo algumas anotações da minha vida de acadêmico. Depois que comecei dar plantão minha letra piorou!!!!

  11. Comentado por jorge:

    eu gostei da camiseta, mas achei um tanto quanto cara…
    ainda mais com a meia tonelada de livros que comprei pro próximo período

  12. Comentado por Dyna:

    A vida do seu paciente vai ser mais curta ainda se você não caprichar na letra.

  13. Comentado por Marluce:

    Só atendente de drogaria vai conseguir ler sem problemas rsrsrsrsrs
    Acho que a caligrafia dos médicos faz parte de uma conspiração para eles se vingarem de nós reles pacientes que chegam com doenças tão indecifráveis.

  14. Comentado por Korwin:

    Errata: Verossímil.
    Porque quem tá acordado há 24h agora sou eu…

  15. Comentado por Korwin:

    Ora Doutor! Tá bom não querer radicalizar, mas aposto que ia deixar bem mais verídico se você escrevesse essa no final do plantão, com aquele cansaço depois de ter dado conta de sei lá quantos pacientes… não, esquece, provavelmente iam achar que era um desenho novo e que a frase embaixo era só a legenda. haha
    Vou mostrar essa pra minha amiga médica! ;) hahaha

  16. Comentado por Digo Freitas:

    Haha ótima!!! Todo médico devia usar essa…

  17. Comentado por derik:

    mas dá pra entender quase tudo. quase.
    “a vida é muito curta pra ficar espanhol na letra”